segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Anna e o Beijo Francês - Stephanie Perkins

Muito fofo. Essa pequena expressão define um pouco o primeiro romance da escritora norte-americana Stephanie Perkins, Anna e o Beijo Francês. O livro traz numa narrativa envolvente e singela alguns aspectos dos conflitinhos clichês do universo adolescente, e tem como pano de fundo um bonito romance entre dois jovens normais, que expressam suas inseguranças, medos, dúvidas e compartilham a superação um com o outro.

Anna Oliphante é a personagem central da história, que tem inicio na sua chegada a cidade das luzes, a França. Seria o sonho de qualquer gorota, aos 17 anos, ter a oportunidade de ir concluir seus estudos na França, mas esse não é o caso de Anna. Ela não queria estar ali, não queria se separar da mãe e do irmão (seus pais são divorciados) e muito menos da sua melhor amiga Bridget e Toph. Odiava o fato de seu pai não ter lhe dado escolha e a ter matriculado na escola francesa para americanos sob o pretexto de lhe dar um futuro melhor.

E agora, Anna estava numa escola francesa, sem saber fala nada em francês, pois só tinha feito o básico de espanhol, e para piorar sua angústia não conhecia ninguém, ou seja, estava totalmente perdida. Aliás, as cenas de Anna se aventurando a entender a cultura francesa (principalmente a parte da culinária) são muito engraçadas. Porém, como nada tem apenas seu lado ruim, na escola nova Anna, conhece Meredith, a Mer. Mer a ajuda a se habituar na nova rotina e a insere na sua turma de amigos, Rashmi, Josh e St. Clair ou Étienne. Étienne era o garoto mais lindo da escola, mas acima disso, era super educado e super fofo também.

Étienne tinha conflitos com seu pai, que controlava sua vida e seus passos mesmo à distância, assim como os da sua mãe. Apesar disso, era alegre com todos e um verdadeiro amigo (um galã mesmo néh, tem como não se apaixonar?). Anna e Étienne tornam-se amigos muito próximos o que confunde Anna, que passa a se questionar se o que sente por ele é apenas amizade ou amor. Porém se recusa a aceitar ser amor o que sente por Étienne por causa de três grandes fatos importantes: 1. Mer gostava de Étienne, e todos sabiam disso, e ela não suportaria magoar a pessoa que foi tão legal com ela desde que chegou à França; 2. Toph, que acreditava estar a sua espera e o motivo mais importante, Ellie, a linda namorada de Étienne. Por tudo isso, Anna sabia que não podia e nem deveria amar Étienne.

Mas, com a proximidade dos dois, Anna realmente se vê apaixonada por ele, restava saber se era correspondida. Para isso terão que reconhecer seus medos e passar por algumas situações um tanto complicadas para esclarecerem seus sentimentos. É uma leitura leve e bem angelical e por vezes nos dá a impressão de que estamos assistindo a um filme. O único “defeito” que poderia atribuir a escrita é que tem alguns diálogos em que o leitor fica sem saber muito bem quem fala, mas nada que prejudique a doçura do livro. Recomendadíssimo!!!

Apreciação: 4

[Sendo que: 1-Ruim; 2-Regular; 3- Bom; 4- Muito bom; 5- Adorei]

Dados técnicos:
Autora: Stephanie Perkins
Editora: Novo Conceito
Páginas: 286

2 comentários:

  1. OI! Eu li esse livro e concordo com vc: é mto fofo! Não há como ler e não sentir vontade de embarcar na mesma hora para a Cidade Luz.

    BjoO
    Pri
    Entre Fatos e Livros

    ResponderExcluir
  2. Já li as mais variadas resenhas sobre este grande ponto da Novo Conceito, porém mais uma opinião sempre é boa. Gosto de história com pessoas excepcionais, mas com pessoas normais também é bacana, pois quanto mais humano os personagens, mais reais eles se tornam, e esse pode ser um grande feito da Stephanie neste livro. Acho uma palhaçada somente essa protagonista ficar chateada porque o pai a está obrigando a ir à França, pô, alguém me manda um pai assim também, rsrs. Não colou esse apelido 'Mer' pra mim, rsrs. Acho muitíssimo divertido os nomes dos persongens desse livro, deve demorar um pouquinho para se habituar a eles. Gosto de leituras leves e gostosas, creio que irei gostar muito desse livro, mas é a primeira vez que vejo alguém ressaltando esse defeito na obra, ficarei de olho quando for ler. Fico feliz em saber que gostou Iza, beijão!

    ;* Livros, Letras e Metas

    ResponderExcluir

Vamos trocar ideias?