terça-feira, 19 de março de 2013

A Revolução dos Bichos - George Orwell


Em A Revolução dos Bichos, George Orwell (pseudônimo de Eric Artur Blair), expressa seu desapontamento quanto aos rumos contrários que tomou a tentativa de implantação do regime comunista após a Revolução de 1917. A história se passa numa granja onde os animais são “explorados” pelo dono dessa granja, mas não se davam conta disso até o dia em que um porco, muito respeitado entre os animais, o velho Major, teve um sonho meio revelador.

Todos os animais da granja se reúnem para ouvir o sonho. Antes de contá-lo, o Major tenta abrir os olhos deles para o quanto são explorados pelo homem, que os impedem de consumir aquilo que eles próprios produzem. O sonho em si era um prenúncio de que um dia haveria uma revolução, e nessa revolução os animais se libertariam da exploração humana e produziram somente para si, e não haveria mais ninguém que mandassem neles. Os animais então ficam ansiosos e com esperança da revolução, compartilhando com os outros animais sobre as coisas que disse o porco. Depois de um tempo e passados alguns acontecimentos, a revolução enfim acontece.

Mas, a revolução que poria fim a opressão dos animais não ocorre como o anunciado pelo velho porco. Os porcos se sentiam superiores aos outros animais da granja, e desde o dia em Napoleão é eleito comandante (não de forma democrática e sem artimanhas), os animais começam a ter a tão sonhada liberdade barrada pela exploração de suas forças produtivas, não mais pelo homem certo, mas por outros animais. Os “trabalhadores animais” percebem em alguns momentos que algo andava errado, que aqueles resultados da revolução não os beneficiavam, mas quando dão indícios disso são levados a acreditar que tudo estava muito melhor que antes da revolução. Porém, o que os animais sentiam eram cansaço, fome e uma ponta de angustia ao notar, mesmo em algum lugar deles mesmos, que a maneira como era conduzida a revolução se desencontrava com os princípios propostos lá no inicio com o velho Major. E, no entanto, não se arriscavam a fazer nada que mudasse tal insatisfação porque eram muito ingênuos e perfeitamente submissos a qualquer forma de persuasão usada sobre eles.

O livro é muito, muito bom. A escrita é fluida e você consegue acompanhar o raciocínio, a sátira e ironia do autor a cada frase. Talvez uma das intenções do autor quando escreveu a obra foi mostrar que além de um sistema a ser vencido é preciso antes transformar os mesquinhos valores humanos, caso contrário não importa qual tipo de regime exista sempre haverá opressores e oprimidos que se ausentam da sensação de explorados.

Alguns trechos:

“- Camaradas – disse -, tenho certeza de que cada animal compreende o sacrifício que o Camarada Napoleão faz, ao tomar sobre seus ombros mais esse trabalho. Não penseis, camaradas, que a liderança seja um prazer. Pelo contrário, é uma enorme e pesada responsabilidade. Ninguém mais que o Camarada Napoleão crê firmemente que todos os bichos são iguais. Feliz seria ele se pudesse deixar-vos tomar decisões por vossa própria vontade; mas, às vezes, poderíeis tomar decisões erradas, camaradas; então, onde iríamos parar?” (p. 49).

“[...] os burros vivem muito tempo”. (p. 61).

“Todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais que os outros”. (p. 112).

Dados técnicos:
Editora: Globo
Tradução: Heitor Aquino Ferreira
Páginas: 123

*Resenha escrita para o DL2013.

7 comentários:

  1. Seu blog é super maneiro, adorei. Virei aqui mais vezes.

    http://serieultimodragao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Glauber, fico bastante feliz que tenha gostado e espero suas visitas!

      Beijos, Iza.

      Excluir
  2. Nossaaaaaaaa, que capa maravilhosa é essa que eu nunca vi? hahaha

    ResponderExcluir
  3. Terminei de ler esse livro ontem, gostei da resenha, só não entendi o porque da capa, se nem sequer é citado uma coruja no livro?

    ResponderExcluir
  4. Que belo livro, hein?
    Preciso ler e indicá-lo aos meus alunos para quando formos falar sobre capitalismo.
    Se mais alguém precisa da versao digital para distribuir excertos aos seus alunos, pode sacar daqui que é grátis! http://portugues.free-ebooks.net/ebook/A-Revolucao-dos-Bichos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será um trabalho muito bom, aproximar a literatura dos alunos e de quebra discutir questões importantes.

      Obrigada pela visita Violeta. :)

      Excluir
  5. Oi adorei.. muito obrigado, depois de ter lido sua resenha...me interessei pelo livro....mas vc já leu o livro reverso ... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..
    www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir

Vamos trocar ideias?