terça-feira, 25 de agosto de 2015

Diário de Leitura: lendo Os Anos de Aprendizado de Wilhelm Meister (Livro I)#1

Essa é minha primeira leitura de um texto do Goethe. Antes desse havia dado inicio a leitura de “Os Sofrimentos do Jovem Werther”, mas na época não consegui terminar (apesar do livro ser bem curtinho) por conta de outras leituras que estava fazendo.  Esse ano eu ganhei de presente o segundo volume livro “Os anos de aprendizado de Wilhelm Meister”, que vem com os livros 5, 6, 7 e 8 da séria composta ao todo por oito livros. Consegui depois os quatro primeiros livros e decidi começar por esse título do escritor porque é um tipo de romance (chamados romances de formação) que chama minha atenção. A ideia de fazer um diário de leitura dele foi porque queria registrar os momentos de aprendizagem do Wilhelm Meister para num futuro reler as impressões que tive sobre ele.

Wilhelm Meister é um jovem apaixonado pelo teatro e pela vida. Um típico romântico, Wilhelm tinha uma visão da vida muito sensível em contraponto com a praticidade que tanto seu pai como seu melhor amigo gostariam de imprimir nele. Nesse primeiro livro o narrador expõe o enamoramento de Wilhelm com uma atriz de teatro, a Mariane. Os dois começam a ter um caso, mas Mariane esconde de Wilhelm (por motivos óbvios) que  tinha um compromisso com outro rapaz.  Norberg, o outro amante de Mariane, viajando, mas já havia enviado uma carta contando que regressaria em breve e tem pouco tempo para decidir com quem vai ficar. Ela ama Wilhelm, mais ele ainda não tinha uma estabilidade financeira, porque queria se dedicar a arte do teatro e não entrar nos negócios de seu pai. Norberg por sua vez tinha dinheiro e poderia mantê-la. Então ela fica num dilema para escolher um dos dois, se com quem realmente ama ou com aquele que pode lhe dar uma segurança financeira.

O amigo de Wilhelm tenta em algum momento dizer a verdade de Mariane para ele, mas Wilhelm, cego pela paixão que sentia, acredita que é mais uma de suas tentativas para tornar pragmático o seu pensamento. Enquanto a gente acompanha essa trama, a personagem do Wilhelm está a todo momento se envolvendo em situações que fazem o leitor pensar sobre o valor das coisas, se aquilo que de imediato oferece algum retorno financeiro ou aquilo que realmente nos dê prazer. Para ele uma pessoa deve seguir aquilo que realmente gosta de fazer do contrário nunca seria feliz.

“Acaso é inútil tudo aquilo que não nos põe de pronto dinheiro nos bolsos, que não nos proporciona um patrimônio imediato? Já não temos espaço suficiente na antiga casa? Era preciso construir uma outra?” (p.9).

Nas últimas passagens do livro a Mariane meio que já faz a sua escolha, muito por causa da influencia da senhora que trabalha para ela (Beatriz), e Wilhelm planeja viajar para tentar organizar sua própria companhia de teatro e depois voltar para se casar com Mariane, só que um suspense quanto a isso paira no ar.


Gostei bastante desse primeiro livro por conta da ponte que a gente consegue fazer até com a nossa sociedade de hoje. O que talvez me incomode um pouco é uma disposição no livro (pelo menos eu senti isso) de fazer do Wilhelm um modelo perfeito de humano, mas isso só irei confirmar lendo os próximos livros da aprendizagem dele na vida. Mas, isso não me fez querer deixar de acompanhar o que próximos capítulos da vida desse romântico e estou curiosa para ver as aventuras e/ou desventuras que vai acontecer com a personagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos trocar ideias?